domingo, outubro 01, 2006

AI, AI...

Os antepassados que me perdoem, mas churrasco bom mesmo é o carioca.
Antecedida por caipivódica e caldinho de feijão, uma picanha quase crua, fatiada bem fina e acompanhada por coisas impensáveis como arroz maluco e farofa ou batata frita... Nóssinhora!
Pra arrematar, banana assada na brasa com canela.
Tudo isso ao som de samba, e servido às onze da noite.
Pecado tão grande dos Farrapos se revirarem nas tumbas.
E nada daquela porcaria de cerveja Polar.
Bah, tchê. Tri bom.

22 comentários:

Alexandre disse...

Eu acho que o bom churrasco é basicamente boa carne cortada em pedaços iguais e cozinhado de acordo com o resultado que desejas (tempo aliado a temperatura correta).
É bem basico + poucas pessoas se prestam a aprender como reconhecer uma boa carne e como limpar essa carne e o ratio tempo/tamanho de corte. Uma pena pois requer apenas pratica ja que se vc limpar ( tirar gordura excesiva e aquela praga que se chama "elastin")
http://en.wikipedia.org/wiki/Elastin ) de sua carne, mesma se não for uma carne de primeira a sua refeição ja fica bem melhor.
Apenas tome cuidado inventando molhos. Ontem inventei um a base de tempero calabresa misturado com nata ( o corpo do molho sempre com gorduras totais superior a 36%) que servi com costela de carneiro. O gosto: muito bom , as sequelas: Dor de estomago que estou sentindo até agora.
O seu churrasco ,a não ser o samba e a sobremesa me parece uma importação de Minas Gerais. Eu adoro,pra mim melhor do que o churrasco Gaúcho, + mineiro e não carioca.
Give credit where credit is due.
Agora vou ver se o carneiro da uma tregua para que eu consiga dormir.

fernando cals disse...

Oi, Criss,
manhã de "inleição", desço ao Rio pra votar. Doppo, Sampa, pra ver a obra do filhão.
Enquanto espero a chegada da Andréa, que vai me dar carona ao Rio, já que ela também sentiu o chamado da consciência, viajo no seu,muito bom, blogue.
Dizer que, aos meus incentivos, senti uma certa demora em se tornar essa incrível blogueira que você é??!!
Volto, lá pra 4a ou 5a, vasculho o seu blogue e respondo a tudo.
Eta cantinho bão!
Beijos viajantes
fernando cals

fernando cals disse...

Em tempo,Criss,
essa receita, do post, também me amarro. O samba, esse sim, precisa ser dos bons. Mas, como compensação pelo restante, toleraria, até samba médio. Vá lá!
beijos
fernando cals

CrissMyAss disse...

Tá vendo de que jeito se descobre um gaúcho?? Bom, claro que o meio mais fácil é encontrá-lo em alguma posição comprometedora de bombacha caída atrás de uma moita.
O outro modo de fazê-lo botar as guampas pra fora da manada é falar mal de churrasco e da cerveja Polar.
Fica todo espinhado, tchê!
É, calabresa com "nata" (aí, para os não versados no dialeto gautcho, isso é creme de leite) deve ser mesmo uma beleza... Isteiqueôpuávre de los pampas, coisa pra matcho. Me deu água na boca, peraí que depois dessa descrição do elastin eu vou ali vo(mi)tar e já volto!

CrissMyAss disse...

É verdade, Fernando, você me introduziu (ui) nesse vício maledetto que é o blogue, e será para sempre meu dindinho querido.

Vote bem, apesar daquele seu candidato fuleiro pra governador, e boa semana pra você!!!

Denise Sollami disse...

Ixpetáculo e, depois, uns três dias para digerir. Quem disse que só as jararacas digerem lentamente? Nani.
(confesso que o ponto alto deste seu cardápio é a banana frita com canela. Cadê o sorvete de creme?).
Carioca é bom mesmo de churraasco e de samba - com a particularidade de sambar pra trás.
Ih, tenho que ir votar! E, como voto com o nome de solteira, tenho cólicas em minha psiquê a cada eleição.

Giulia disse...

Cris, eu sou vegetariana e fico com engulho só de pensar nesses churrascos melequentos descritos aqui. Éééééca! Mas babo de paixão pelo Rio e pela gente maravilhosa que vocês são. Ah, como me senti traída ao chegar neste País e acabar em Sampa, esta cidade úmida e fria de clima e calor humano. Que bom que encontrei essa turma carioca na net! E obrigada pelo excelente texto sobre o voto obrigatório. Aqui em casa sou a única a não votar, mas hoje de manhã estava tendo uma briga sobre uns que defendem o voto nulo e outros não. Mandei ler o seu blog! Viu como você entende de política mais do que pensa? Um grande abraço!

gugala disse...

churrasco bom é aquela que não é feito com carne de soja. Bom vômito.

CrissMyAss disse...

Giulia, vegetariana? Credo!!!
Adoro nossos amiguinhos do reino vegetal, mas viver sem carne, chi ce la fai?

Denise, isso é pra tu aprendê a não mudar de nome ao casar!
Vão-se os maridos, ficam os problemas burocráticos.

O sorvete de creme anda meio de fora do meu cardápio, até que chegue a maquininha de sorvete que adquiri. Quanto menAs gordura "transgênica", melhor.

Obrigada, Guga.

Alexandre disse...

"O sorvete de creme anda meio de fora do meu cardápio, até que chegue a maquininha de sorvete que adquiri."

Qual é a marca?

S0MBR4 disse...

AHAAAAAAAAAAA
sucumbiu ao churrasco!

Giulia disse...

Péra aí, eu não falei de "carne" de soja! Se eu gostasse de carne, iria comer, não iria usar aqueles biscoitinhos que parecem ração de cachorro, só para imitá-la!! Mas sabe, Cris, no Brasil não existe uma cultura de apreciação dos vegetais. Na Itália também os vegetarianos são poucos, mas as pessoas crescem apreciando aspargos, alcachofras, endívia, rúcula (que foi "descoberta" aqui há apenas alguns anos), chicória, cogumelos de tudo quanto é jeito, queijos de tudo quanto é jeito. Na Alemanha, onde também vivi, o cardápio básico é "carne e batata", o que também me dava engulho, mas lá descobri uma infinidade de tipos de pães que completam qualquer cardápio. Além do maravilhoso chucrute. Então lá vai a maluca (eu) no restaurante alemão pedir chucrute com provolone à milanesa... Já passei muito vexame, minha amiga, mas não estou nem aí. Estou comigo e não abro!

Ricardo Rayol disse...

Cris, tu não sabe comer rs.

CrissMyAss disse...

a máquina de sorvete é
http://www.williams-sonoma.com/wsimgs/rk/images/products/200638/0006/img57g.jpg

Alexandre disse...

"Mas sabe, Cris, no Brasil não existe uma cultura de apreciação dos vegetais."

Existe sim. Vc não deve conhecer os habitos alimentares de boa parte da população brasileira. Ha um conhecimento sobre vegetais que nunca percebi na italia não afirmando que eu seja um especialista da carcamanada.

Como é que vc acha que as pessoas se alimentam sendo que a carne custa + do que os vegetais e a renda não permite luxos. Luxos que eram ainda + distantes antes do plano real.

Se vc comer na casa de alguem que precisa discernir bem seus gastos veras que os vegetais estão presente e se fores ao interior ainda perceberas um vocabulario rico em relação ao vegetais bem como em receitas.

De repente vc conhece a Italia melhor do que o Brasil.

Camarada Arcanjo disse...

Perfeito este post, è de dar água na boca.

O churrasco gaúcho tem molho! No fogo de chão eles colhem o suco que pinga das carnes e molham a carne, e tornam a colher.

O molho é uma delícia, "quase" um molho ferrugem, e a carne muito boa, só que em pedaços grandes, não fatias finas. rsrs

O churrasco de lá também é bom. Mas é outro currasco. O Brasil é assim.

Criss, você é conhecedora das boas carnes. rsrs

Camarada Arcanjo disse...

Outro detalhe..

A carne mal passada digere rápido, semelhante a carne de paixe. Quando se come às 11h da noite, a preferência deve recair sobre a carne mal passada e magra. rsrs

Giulia disse...

Alexandre, veja o tamanho da Itália e o do Brasil... Claro que conheço muito pouco. Mas eu falei de apreciação e não de hábitos alimentares. Por exemplo: já experimentou as folhas da beterraba refogadas? (geralmente o pessoal joga no lixo) Parecidas, mas MUUUUITO mais gostosas do que o espinafre,que "amarra" na língua. Os talos você pode picar crus para dar um gostinho a mais na salada (mas não exagere, hein?). E o funcho da erva-doce, essa riqueza de sabor! Você pode ralar na salada ou cortar em fatias e passar na manteiga. Ou então fazer palitos e dar para as crianças mastigarem, que nem aqueles palitinhos de cenoura, pepino e salsão que se colocam na mesa como aperitivo. Mas isso já está virando uma aula de culinária! (e eu sou uma péssima cozinheira, hehe. Se minhas duas nonnas vissem as barbaridades que faço na cozinha iam se revirar no túmulo!...)

Alexandre disse...

Giulia,
Tempos atras fiz uma viagem ao circuito dos diamantes (Mg). Menciono isso pq la comi vegetais que tbm custumo jogar fora preparados de maneiras que nunca imaginei. Tbm menciono pq visitei seu blog e pelo que vi vc se interessa muito por educação. Num dos vilarejos que visitei ( São Gonçalo do Rio das Pedras) não ha uma criança fora da escola tampouco ha uma criança sem opção de creche. Eles construiram um centro comunitario muito bom. Parece um ginasio de escola americana so com + infra-estrutura ja que ali tbm ensinam informatica bem como outros cursos. Todos os que trabalham no local são voluntarios de varias idades. Na verdade parece que a maior parte do vilarejo faz trabalho voluntario e os donos de bar fecham as portas as 21:00 e não servem bebida para aqueles que estão na fronteira da embriaguez. Se o cara ja for conhecido por abuso nem servem a primeira. Impresionante. Tbm é proibido volume alto nos sons dos carros e eles enforçam mesmo.
Eu conheci o local atraves desse site www.cidadeshistoricas.art.br

Gostaria tbm de dizer que entendi a sua indireta em relação a aula de culinaria. Vc obviamente deseja preparar uma refeição pra mim. Não sei se posso aceitar ja que a dona do blog ha algum tempo tenta me seduzir com pudins e agora com uma maquina de sorvete.

Preciso de tempo para fazer minha escolha. Espero que entendas e agradeço seu convite.

CrissMyAss disse...

Estou trocando meu pudim por algum diamante que porventura você tenha trazido lá das Gerais...

Giulia disse...

Alexandre, você ainda não me conhece. Não dou indiretas... Aliás, você não sabe o risco que corre ao sentar-se à mesa comigo, a não ser que você cozinhe! Mas aí eu é que não vou agüentar seus churrascos melequentos. rsrs Mas muito obrigada pelas infos sobre Minas! Vou repassar para a professora Glória Reis, de Leopoldina, onde a situação é bem caótica. Este é realmente o país dos contrastes e o pior de tudo é que as infos não circulam. Abração!

Serjão disse...

Discordo

Minha preferência é um Bife de Chorizzo de 3 cm de espessura acompanhado de um molho chimichurri e uma quilmes bem gelada. Preferncialmente com uma temparatura de 5 (cinco) graus do lado de fora. E não se empanturrar muito para poder namorar neste friozinho depois. Abs