quinta-feira, julho 27, 2006

CONDESCENDÊNCIA


Se tem uma coisa que esta coluna lombar combate sistematicamente, é a hipocrisia.
Agora aparece uma lei que vai diminuir o valor da multa e o nível de gravidade do EXCESSO DE VELOCIDADE.
Mas, peraí. Não é o excesso de velocidade, (seja ele causado pela ingestão de álcool, imprudência ou prepotência) justamente, o principal causador dos acidentes de trânsito? Ou, não é o excesso de velocidade que torna os acidentes (e o estado das vítimas) mais graves?
Por outro lado, é notório e ridículo que certos locais, como os retões das estradas para Búzios ou Friburgo, são verdadeiros caça-níqueis; não se justifica que a velocidade máxima permitida ali seja de apenas 50km/h; também é absurdo que, a distância de poucos metros, o limite de velocidade caia bruscamente de 90 para 40 km/h, como na saída do Túnel Rebouças no Rio Comprido. Por exemplo.
Enfim, não seria mais construtivo ELEVAR O LIMITE DE VELOCIDADE em determinados pontos, onde o limite é hipócrita e injustificadamente baixo, e continuar com a severa punição ao excesso??
Mais uma vez o Estado lavando as mãos, já que para elevar os limites seria preciso avaliar cada situação e conservar melhor as estradas, além de ter que renovar as placas. E o Governo não quer gastar dinheiro com isso, quer? Nem mesmo o dinheiro que ganha com as multas que pagamos.
Se, com a lei como é, já somos campeões mundiais em acidentes, o que será que o governo pretende com essa modificação? Talvez tornar-nos os campeões universais.

9 comentários:

S0MBR4 disse...

(6) prepotencia de dirigir correndo...

6 x 0

;-p

Leandro disse...

As leis são sempre para o benefício de quem as fazem.

pecus bilis disse...

Acho que é só um ajuste. Passou a 97 em local de 80 (20% mais um) gravíssima com suspensão é demais.

marconi leal disse...

E o incrível é a rapidez com que os caras aprovaram a medida, quando se sabe que há uma série de projetos de lei aguardando votacão há dez anos na Câmara!

Serjão disse...

Isso talvez seja a coisa que mais me irrita nesta m. de país. Não estou falando do meu chevetinho 86 que treme se andar a mais de oitenta. Mas um carro novo pode correr a 130 por hora sem vc sentir e com total segurança; Em estradas, claro. mas eles com a filosofia arrecadatória sairam multando a torto a direito. E agora é até mais organizado. Quando o código foi lançado era uma zona. Na época daquele traste daquele Conde as pessoas se sentavam no chão aguardando atendimento para entrar com um recurso. Eu mesmo tomei duas multas de 500 reais cada por andar a 80 numa via onde o limite eram ridículos 60 km. E era uma estrada. Tenho a certeza que ele perdeu a releição para a prefeitura por causa disso. Foi tanta gente multada e o resultado da eleição foi tão apertado que acho que foi por isso. Todo o motorista tinha uma estória para contar de extorção explícita. Multas das mais absurdas. Hoje pelo menos está mais organizado.
Mas os absurdos continuam. E eles só abaixaram o preço, Cris, pq ninguém pagava a porra das multas devido ao valor ser abusivo. Ou alguém pode pagar 500 reais de multa? Abs e desculpe se me alonguei.

CrissMyAss disse...

A multa deveria ser de mil reais e o limite deveria ser 100.

CrissMyAss disse...

A multa TEM que doer no bolso, senão o cidadão não se sente compelido a se emendar. Em toda parte é assim. As estatísticas de trânsito na Europa não são melhores que as nossas porque eles são mais bonzinhos ou civilizados -as multas são altíssimas, a punição é certa e os cidadãos cobram a contrapartida de estradas bem conservadas.

Serjão disse...

Claro que tem que doer no Bolso. Se houvesse honestidade do poder público em divulgar os limites de velocidade; Do jeito que está se esconde um pardal e FERRO nos motoristas. Pura pilantragem. E vc sabe que esta grana não vai para nenhum prgrama de manutenção de estradas ou de educação. Vc sabe para onde vai. aqbs

Ricardo Rayol disse...

Alguma sacanagem tem com certeza