quinta-feira, julho 20, 2006

TOMA, QUE O FILHO É TEU!

Quem poderia imaginar, tempos atrás, que o exame de paternidade através do DNA seria possível. Ou, até bem pouco tempo, que ele se tornaria tão corriqueiro? E quem iria supor que, em vez de ser utilizado para dirrimir dúvidas sucessórias e alimentícias de celebridades milionárias, o famoso teste do DNA seria amplamente empregado pela população pobre que, de tão pobre, se dispõe a aparecer na tv e se sujeitar a micos e barracos para comprovar que o "boneco que ela pegou é do vizinho, eu é que não vou sustentá, tá pensando o quê, eu sou corno mas não sou otário!".

O exame do DNA tornou-se praticamente um item de consumo popular.

Já posso ver, nos quinze anos da Thatyeli, o filminho da vida dela passando no telão da casa de festa, em meio à fumaça de gelo-seco: "E esse foi o dia em que seu pai soube que era seu pai". A imagem mostrará o sujeito sendo agarrado por seguranças no programa do Ratinho, enquanto a (ex) mulher se atraca aos cabelos da mãe da Thatyeli que, já barriguda do Júnio, sorri e chora ao mesmo tempo....

(Para o Quinteto Irreverente.)

9 comentários:

strix disse...

Meu pobrema é o Cryson.
Strix.

Perozzi disse...

O pessoal do Quinteto adora um barraco, Criss. Estamos organizando um abaixo-assinado pela volta do João Kléber.

Ricardo Rayol disse...

ahahahah seria hilário ver esta festa.

Camarada Arcanjo disse...

CrissMyAss,

É!

Eu também adoraria ser convidado, desde que rolasse com fartura algum aperitivo e tira gosto.

Não! Pensando melhor, o nível do "bate-fundo", não recomenda degustar acepipes neste cafôfo. Desconfio muito da higiene, melhor não comer nada. Beber também não, sei lá se lavam os copos.

O sujeito para fazer esses papeis no Ratinho, ou no João Cleber, deve estar próximo de cortar os pulsos por falta de grana.

Agora quem assiste esses programas deve estar carecendo de atividades SadôMasô.

Humm? Não?

Beijundas. rsrs

Leandro disse...

Pois é.
Os programas são um lixo, porque tem gente que adora esse lixo. Se ninguém assistisse, sairiam do ar.
O povão é otário e adora esse papel.

CrissMyAss disse...

Nem sabia que o João Cléber tinha ido a algum lugar!

S0MBR4 disse...

eu nao entendi... que porra de festa é essa?rs

Serjão disse...

É uma festa virtual para a Tatiely, Sombra. Ela deu uma sacaneada no povão que batiza seus filhos com nomes escrotos e que no futuro incoporaria o exame de DNA às atividades de entretenimento da celebração. Intendeu? (rsrs)

S0MBR4 disse...

sacaneia...
eu me vingo!rs