quarta-feira, agosto 09, 2006

O SOM DOS BLOGUES

Caraca...
Outro dia fui conhecer teu blogue... era de noite...tava aquele silêncio...
Eu nem lembrava que o alto-falante aqui tava no máximo... E o som do teu blogue, rapaz... como direi...é uma porrada... entra de repente, do nada... Tomei um susto... quase caí da cadeira... O neném do vizinho chorou...

Ah, Leandro, eu quis te matar!!!!!

Alguns amigos já se manifestaram (CONTRA).

E você, o que acha?

24 comentários:

gugala disse...

dispenso o som. Só acho necessário em blog de cego.

Fitzwilliam disse...

Criss, chegando atrasado no debate.
Pessoalmente acho que som só em fotolog de criança até 8 anos. E por falar em fotolog, não acredito que como você disse no comentário de um post anterior os blogs vão se tornar tão populares como o orkut. Claramente o mainstream é orkut e fotolog, e não acredito que isso vá mudar.
Quanto ao que torna um blog bom, não acho que possa contribuir muito, porque conheço um punhado deles apenas. Grosso modo, diria que o que torna um blog bom é o autor. Parece besteira, mas "garbage in, garbage out".

Frederico disse...

Acho estranha essa coisa de som em páginas da internet, de qualquer tipo (sites, portais, blogs). Geralmente (ou sempre) é aquela coisa repetitiva e não aguardada - como foi o caso da Cris no blog de seu amigo. Sempre procuro com urgência algum botão para silenciar a música ou, em último caso, avanço sobre o “off” dos alto-falantes. Som? Não! // Quanto ao comentário do Fernando: concordo em tudo, menos com os blogs terem “linha determinada”. A não ser que tenha entendido mal, não acho que os blogs tenham que seguir uma específica linha; vira monotemático e fica enfadonho. Acho que o que deve haver é uma BOA ABORDAGEM do tema, seja lá qual for. Naturalmente, se o tema for bem proposto e desenvolvido MAS for repetitivo, caímos naquela hipótese da chatice. Defendo lá no imBLOGlio, bem junto ao título, a multiplicidade de temas, formas ou periodicidade. Falo na primeira pessoa ou não; comento o dia-a-dia ou a vida, o mundo; falo da realidade e crio ficção, misturo guerras, morte, aniversário, Brasil, viagens, Rio de Janeiro, expectativas, futebol, natureza... tudo enfim. Não é à toa que o nome refere-se à “mistura (imbróglio) carioca” mas podendo ser expandido para todo o mundo e questões. Abraços!

Frederico disse...

Ah sim, estou pensando aqui em BLOGS pessoais. Há aqueles profissionais, sobre política ou esportes, por exemplo. Aí, é claro, o tema costuma ser único mas vamos a eles quando acontece algo relevante nesses campos e temos interesse pela opinião do autor do blog e/ou queremos dizer algo. A Cora Rónai... bom, gosto do que ela escreve no Globo (tanto às 2as como às 5as feiras) mas nunca fui a seu BLOG. Ela tem lá sua fixação por gatos e isso deve chatear quem a “visita”. Prefiro, sem dúvidas, o blog de vocês, anônimos como eu mas, em geral, bem mais interessantes.

gugala disse...

expert foi o Kibe Loco com aquela 'vinheta gritada' nos seus(dele) you tube's.

Frederico disse...

"VIVER É PRECISO. POSTAR NÃO É PRECISO (isso daria um post)"
Outra consideração: BLOGS (a não ser os profissionais) não devem tornar-se uma obrigação. Ou melhor, "postar" não deve ser algo "necessário". Mas creio que boa parte de nós acaba indo por esse caminho porque sabemos que ninguém gosta de visitar reiteradas vezes um blog e encontrá-lo estático, "defasado". E temos medo (e aí entra a VAIDADE) de que nossa meia-dúzia de leitores desapareça por conta de um momentâneo silêncio do autor. Essa "necessidade" de dizer acaba que pode produzir coisas de menor interesse ou qualidade. Luto para não me deixar levar pela "blog fever" (já que teve a FIFA FEVER durante a Copa, inaugurei essa agora).

Frederico disse...

Acabei de lembrar de outra classe de blog: aqueles cheios de poemas de própria lavra... O movimento se dá assim: vejo o comentário da pessoa num blog qualquer; clico no nome para ver o que há; entro; vejo poeminhas chato e longos; fecho; nunca mais volto.

Frederico disse...

Acabei de lembrar de outra classe de blog: aqueles cheios de poemas de própria lavra... O movimento se dá assim: vejo o comentário da pessoa num blog qualquer; clico no nome para ver o que há; entro; vejo poeminhas chato e longos; fecho; nunca mais volto.

Denise Sollami disse...

Música? Só se tiver um link e uma pequena introdução dizendo de quem é a música etc, aciona quem quiser. É que sendo a internet demasiado invasiva, é preciso que haja uma oferta primeiro. Detesto sites com músicas e são eles a causa de eu estar permanentemente com o volume do cumputador no zero.

Serjão disse...

No me Gusta, Cris. Ainda mais aqueles que colocam o Som da TV Senado. Mas não é coisa para se desesperar, Se o Blog é bão, continuo frequentando. Ex: Blog do Ozeas e Quanta-Lamera

CrissMyAss disse...

Porra, Serjão, TV Senado não é coisa pra desesperar? O que seria coisa pra desesperar, então?
Quanta-Lamera é um nome excelente, vou lá ver.
Aliás, muitas vezes a melhor coisa de um blogue é o nome.
Tem cada nome super maneiro, pena que às vezes a criatividade se limita a isto.

CrissMyAss disse...

Frederico, é claro que as idéias às vezes custam a chegar, ou a gente fica com preguiça de desenvolvê-las. Mas também é uma questão de prática e exercício. Eu posto todos os dias. Quando não tenho um assunto, recorro a um banco de imagens ou temas aleatórios ou atemporais, que eu mesma cultivo para dias de pouca inspiração.

CrissMyAss disse...

Fred, blogs monotemáticos também podem ser bons. Depende da criatividade do autor. Já viu o http://www.estragafilmes.blogger.com.br/ , por exemplo?
Ele conta o fim de todos os filmes que você ainda não viu. Mas é engraçado, fazer o que?

fernando cals disse...

Oi, Criss,
Som, em blogue, só se for do tipo que eu aciono, depois de saber que tipo de coisa está sendo oferecida.
Agora, aquela som que nos recebe, muitas vezes alto, quantas vezes tipo midi-merda, acho uma droga.
Ou seja, me deixe ouvir o som que eu queira, onde e quando.
Beijos
fernando cals

Ricardo Rayol disse...

Pegando carona no comentário do Fitzwilliam. A massa é bem burra. Se a maioria das pessoas adora ouvir pagode e ler revista caras, escrever um blog que preste é uma tarefa impossível.

PS: Acho som desnecessário pq atrapalha muito a entrada da página no ar.

Leandro disse...

Ra-ra-ra-ra-ra-ra-ra...
Cagou nas calças, é?
Fiquei imaginando a situação e dando risadas.
O "Leandro" em questão sou eu?
Pois é, eu gosto de som em blogues. Acho legal ler algo relativo a uma pessoa e poder percebê-la por mais de um dos sentidos (normalmente as músicas dão uma pista do que passa por aquela cabeça).
Mas, vou levar em consideração as opiniões e colocar a opção de tocar ou não.
Abraços
Leandro

S0MBR4 disse...

Estragafilmes?! Eu nao conheço esse...

Me identifiquei com esse blog!
Alias todo filme que eu vou no Cinemark lotado, saio contando o final do lado daquela maldita fila-curral de espera!rsss

CrissMyAss disse...

Craro que é você, Leandro.
Música é legal como opção. Imagine os horários, volume e circunstâcias em que isso pode ser muito impróprio...
Sem contar que até o que é bom, se repetir muito, se torna ruim.
bjs, obrigada por levar na boa.

Leandro disse...

Atendendo a pedidos, agora tem que dar play pra tocar.
Abraço
Leandro

Leandro disse...

P.S.:
Não fiquei tão "na boa" assim.
Entrei em processo de decomposição.

CrissMyAss disse...

Não dramatiza, Leandro; aperta o play.

Passarim disse...

Cris,

Essa de colocar música ou qualquer outro som no blog é a maior besteira. Cada um escuta a porcaria que quizer com fone de ouvidos para não encomodar. Ouvir o que não é pior que fumante passivo, aquele imbicil que fica do lado do outro enquanto um fuma. Abs. Jarbas

Leandro disse...

Me decompus.
Virei peido.

Camarada Arcanjo disse...

Essa foi forte!

Leandro a dra. CrissMyAss está cobrando só R$150,00 cada consulta de 45 minutos. rsrs

Agora fiquei preocupado com o seu bem estar, Leandro.