quinta-feira, novembro 30, 2006

LADRÃO QUE ROUBA LADRÃO


Francês é preso tentando vender cabelo da múmia de Ramsés ll

A polícia francesa prendeu em Grenoble um homem que estava tentando vender mechas de cabelo do faraó egípcio Ramsés II.

O homem estava pedindo 2.500 euros por cada mecha de cabelo, além de pequenos pedaços de resina e de tecido embalsamado tirados da múmia do faraó.
O vendedor afirmou em um site na internet (www.visastreet.fr) que havia recebido as relíquias de seu pai, que tinha trabalhado num laboratório francês responsável por analisar e restaurar o corpo de Ramsés, entre 1976 e 1977.
"Recebemos garantias de que é mesmo cabelo de Ramsés e estamos investigando o suspeito por posse fraudulenta do material, e que seu pai, que já morreu, guardou o cabelo, que foi dado à França para análise de especialistas", afirmou a polícia.
"Nenhum cientista francês ousaria tirar cabelo de Ramsés II. Isso é furto", disse Christiane Desroches-Noblecourt, que trabalhou no projeto de restauração na década de 1970.
Ramsés II, o Grande, nasceu por volta de 1304 a.C. e governou o Egito por mais de 60 anos durante a 19a dinastia de faraós, há 3.200 anos.
Sua múmia foi descoberta em 1881 e pouco depois removida para o Museu Egípcio do Cairo. No início da década de 1970, as autoridades perceberam que o corpo estava se deteriorando e o enviaram para Paris, onde ele recebeu tratamento para uma infecção por fungos.
O vendedor prometia fornecer certificados de autenticidade ao eventual comprador das relíquias.
"Sou a única pessoa que tem essas coisas e não será retirada mais nenhuma amostra da múmia, que hoje está no Cairo. O dinheiro que estou pedindo pela aquisição é compatível com a raridade dos objetos", escreveu ele.

Agora, se quiserem uma lembrancinha mais em conta, eu tenho aqui um punhado de pentelhos de Tutankamon na promoção: na minha mão é um reáu, só até sábado.

12 comentários:

strixflamea@bol.com.br disse...

Pago dois (2) reáus por um pêlo pubiano da dona desse blog.
Ô pobrema?
Quero na minha dentadura.

Giulia disse...

Gente, esse Strix não existe!! Estou começando a suspeitar que ele pode ser qualquer um de nós... Mas garanto que não sou eu! rsrs

Camarada Arcanjo disse...

Pelos!
Pelos pentelhos do Tucancamom!

Não, não pago nem uma merreca, quanto mais um reáu. Ainda se fossem da Cléo, ainda vai.. Uma tremenda gatinha, ví no cinema, temperada no leite de cabra..

Só por curiosidade: Os pelos do Tutancamom foram arrancados ainda em vida?

Camarada Arcanjo disse...

Giulia,
Nem eu.

strixflamea@bol.com.br disse...

A Criss sabe, Giulia.
Tô vivo qui nem o Tutancamon, ou o Ramsés I,II, ou o III.
Só, ainda não embrulhado e "sarcoficado".
Mas nóis têmos per aí, vagando por entre pirâmides de ignorância eterna e infinita.
Se a Criss permitir, um beijo.
O lugar fica a teu critério e .....

Giulia disse...

Strix, só se for na cripta! rsrsrs

S0MBR4 disse...

Vamos lá:

1)Esse papo de pelos em geral me fazem lembrar a cena do Arcanjo indo a farmacia comprar cera de depilação (vide archive desse blog azul!rs)

2)Strix existe mesmo... e alias é um sovina! $2 só????rs Por uma raridade dessas?

Eu fiquei pensando na utilidade em ter cabelo de faraó...

Ricardo Rayol disse...

Não entendi bem a utilidade de se ter cabelos ou pentelhos de múnias....

Ricardo Rayol disse...

Não sou ele, pagaria bem mais ehehehehe

Serjão disse...

Ei iria comnetar algo sério sobre violação de defuntos mas depois do que o Strix escreveu deixa para lá. :-)

Camarada Arcanjo disse...

Serjão,

Este blog também é sério... As vezes. rsrs

Diz aee. Qual a exata relação entre violação de defuntos velhos "sarcoficados", empacotados e o Strix escrevendo? rsrs

Giulia disse...

Este blog é mais do que sério: é um dos poucos lugares da net onde a gente pode espairecer e tomar fôlego. A propósito, gostaria muito de pedir o apoio de todos vocês, esses cariocas (ou até paulistas rs) ensolarados de corpo e alma, para repudiar o processo que a professora Glória Reis, de Leopoldina (um pequeno fiel retrato do Brasil perdido em MG) está sofrendo do juiz da comarca, ofendido em seus brios pelas críticas que a Glória fez ao sistema carcerário local. Vejam o último post do EducaFórum, clicando no meu nominho. Obrigada a todos que puderem ou quiserem dar sua solidariedade. A Glória é uma pessoa que vai fazer muita falta em Leopoldina e a todo o movimento da educação no Brasil, se resolver desistir de sua luta. Grande abraço a todos!